Dica

Mesmo as cortinas de duche de maior qualidade têm tendência a encardir, com o tempo. Por muito limpo e arrumado que esteja o nosso quarto de banho, se o cortinado estiver amarelado, nunca teremos a verdadeira sensação de limpeza. Aqui fica mais uma dica para aproveitarem durante as limpezas da primavera: Como branquear as cortinas do duche? Já experimentámos e o resultado foi fantástico! Basta duas colheres de sopa de bicarbonato de sódio + sumo de um limão. Fizémos a solução num recipiente onde fosse possível mergulhar a zona inferior (amarelada) do cortinado. Atenção, que esta mistura é efervescente e aumenta de volume, nada de usar copinhos pequenos (experiência própria!) :-) . Se quiserem fazer o tratamento por inteiro, terão que dobrar a receita e usar um recipiente ainda maior. Mergulha-se a cortina na solução e deixa-se uns minutos (nós deixámos umas horas!); Esfrega-se a cortina com uma escova macia; No final, a nossa ainda foi à máquina de lavar, impregnada com a solução. O resultado foi este: Perfeito! Que alegria!!!!! Agora, só temos que ir repetindo esta tarefa de vez em quando, para não deixar que o mofo se instale. Gostaram? Já sabiam? Carlota...

Este estilo, na versão mais gipsy, alegre e colorida, foi o adotado pela Ca para o seu quarto. Pediram-nos para falar um pouco mais sobre ele e nós assim o fazemos, dedicando uma semana inteirinha a este tema! Resumidamente, o estilo boho vem da palavra bohemian, que derivou do francês bohème, um estilo de vida associado aos ciganos no século XV. Na década de 20, um grupo de intelectuais adotou o estilo e criou um movimento unindo a moda e a arte e, já na década de 70, este movimento ganhou força novamente misturando-se com o hippie e, mais tarde, com o punk. Hoje, para além de uma fusão de vários estilos é, sobretudo, uma mistura de criatividade e descontração, com um toque de elegância; por vezes, numa versão mais monocromática, apostada mais nos objetos, mistura de tecidos lisos, naturais, vergas, pufs e almofadas e menos na cor; outras vezes, numa versão mais colorida e muito alegre, apostada na mistura de cores e padrões. Foi esta última versão a escolhida pela Ca para o seu cantinho. Quem a conhece, sabe que tem tudo a ver com ela e com o seu espírito criador. Eu acho que é um estilo perfeito para "jovenzinhas"!     Uma das características deste estilo é a mistura de padrões. Sabemos por experiência própria que não é uma coisa fácil de fazer e que é preciso "olho". Não basta pegar em tudo o que queremos e gostamos e juntar a um canto. Há que fazer uma seleção tendo em conta um critério muito importante - gama de cor. Eis como podem recriar este estilo misturando padrões e jogando com algumas peças que até temos em casa: Procurem no baú algumas peças "da avó" ou do "enxoval", ricas em cor e/ou textura - cobertores, capas de almofadas, rendas, toalhas de banho,...

No passado fim de semana fui à procura do toalheiro que ainda nos falta no quarto de banho. Depois de algum tempo a analisar as diferentes ofertas para os mais variados preços, pareceu-me que o mais indicado era um de 20€. "Perfeito!" — Pensei — "Tendo em conta que a minha segunda opção recai sobre um de 200€, este é mesmo perfeito!". No entanto, quando ia para pagar pensei...

Deste também vão gostar! Coloquem duas ou três gotas de óleo essencial no interior do rolo de papel higiénico – no papelão –, e a vossa casa de banho ficará sempre cheirosa. De aromas energizantes (para abrir a pestana pela manhã) a aromas relaxantes (para os que precisam de relaxar a mente e o intestino), encontram de tudo nas lojas de produtos naturais – lavanda, pinho, côco, alecrim, canela...

Devido à humidade própria da casa de banho é normal que, com o tempo, as juntas entre os azulejos fiquem negras. Depois de muita procura, experiências com produtos e alguma frustração, descobrimos um produto maravilhoso, que não resistimos a divulgar!!! Não, não é patrocínio da marca...

Durante anos habituámo-nos a ver na nossa casa de banho uma lâmpada (feia) pendurada pelo fio (feio), com uma velha (e feia) caixa de junção junto ao teto (e cheia de pó, pois não me atrevia a limpá-la). Até ao dia em que comprámos uma suspensão que, ainda que igualmente minimalista, fica muito mais bonita!...

Nunca tinha pensado nisto, mas faz sentido: para que quartos de banho pequenos pareçam maiores devemos decorá-los num tom apenas. E aqui fica uma sugestão para reciclagem de frascos de conservas para um quarto de banho em tons cinza, uma versão muito sóbria e cheia de estilo.   Recipientes para guardar pequenos objetos na casa de banho Material: Tinta em spray Frascos de vidros variados (com tampa, lavados e secos) Fita adesiva de pintura (a nossa favorita: a azul, da Tesa)   Isola-se a área que ficará transparente com as fitas de pintura (a azul, da Tesa, faz um isolamento perfeito. Usamo-la para delinear a fronteira; a outra, mais barata e mais larga, usamos no resto do frasco).   Pinta-se os frascos e as tampas.     Deixa-se secar muito bem – algumas horas – e, depois, retira-se as fitas adesivas. E pronto, agora já podem guardar todos os objetos pessoais no quarto de banho - algodão, discos faciais, elásticos e ganchinhos, cotonetes,...