Por aqui continua(re)mos… na oficina.

Por aqui continua(re)mos… na oficina.

E depois do Demolition Day começou a Construction Pain...
Quando começamos a querer arrumar tudo chegamos sempre à conclusão que faltam prateleiras, armários, bancadas, caixas, gavetas,… por isso, nunca nada é tão rápido quanto desejaríamos.
Enfim, depois de tirar tudo — absolutamente tudo! — da oficina, para fazer uma arrumação como deve ser, chega a altura de selecionar o que fica, o que vai para o lixo, o que vamos doar, o que podemos vender e, neste caso, o que podemos queimar. Sim, restos de madeira é coisa que por aqui não falta! Madeira boa, que se aproveita, madeira húmida e bolorenta, madeira repleta de pregos e parafusos,…
Livrámo-nos de muita, muita coisa!… anos de criações, equipamento que serviu muitos natais e crianças em espaços infantis,… mas que agora é para esquecer, porque a vida continua e muito do que achamos que pode voltar a servir um dia, um dia está velho e danificado.
 
oficina2_5
A caixa de arrumação/ bancada que tanto jeito deu enquanto este era um espaço aberto, deixou agora de fazer sentido, pela área excessiva que ocupava, por isso, teve o seu fim… foi demolida. Uhuuuuu!!!!
(Está tudo registado em vídeo. Depois, partilhamos.)
Nada como um tempo de prática (podem ser dias, meses ou anos) para se ter uma melhor noção das necessidades, e o Eme tem agora uma ideia melhor de bancada.
O desenho foi feito e a dita está já a ser construída. Aqui fica o início:
 
oficina2_4
 
Antes, as ferramentas/máquinas elétricas disputavam o espaço da bancada e empilhavam-se indiscriminadamente. Está, então, a ser construída uma prateleira com divisórias, uma estrutura bem resistente, que vai ser forrada a madeira e pintada.
 
oficina2_3
 
E no meio de tudo isto outras ideias surgem… para nos inquietar… como pintar todo o espaço (“Para quê, se é uma oficina?”, pergunto eu), isolar o teto com um telhado (só tem placa e deixa entrar humidade)… e aproveitar a tampa da caixa que demolimos para fazer uma bancadinha aqui para a menina dar uma de jardineira e tratar as suas plantinhas melhor do que tem feito até aqui. Nice? Muito!
oficina2_6
 
Assim, nunca mais lá chegamos…
Carlota
 
 

Sem comentários

Publicar Comentário