Reflexão

Por vezes é preciso um tapete bem fofo, uma almofada confortável e uma chávena de chá de erva-príncipe para tratar de certas papeladas e assuntos pendentes. Decidimos renegociar as dezenas de seguros que nos foram "obrigando" a fazer ao longo dos últimos anos. Multi-riscos habitação, multi-riscos negócios, seguros de trabalho, de saúde, de vida, de recheio, automóvel...

As plantas traduzem "vida" e trazem ar puro, energia e alegria ao lar. Por isso, nas últimas 52 semanas, temos olhado para elas com especial atenção. Comprámos um ou outro vaso novo, suspendemos outros, construímos também, em madeira, recuperámos alguns cachepots mais velhos, que estavam prontos a ir para o lixo e divertimo-nos com alguns DIY simples… Neste percurso, nem tudo foram rosas...

Este ano achámos que estava na hora da nossa pequena crescer mais um bocadinho e tornar-se mais responsável. Que isto de andar sempre a definir os seus momentos de estudo, estar sempre a dizer "Tens que estudar", perguntar todos os dias "Não tens trabalhos para fazer?", lembrar "Hoje temos que estudar para o teste não-sei-de-quê" e ter que fixar o seu calendário de testes e trabalhos...

Quando, no início deste ano, decidimos tornar a nossa casa e atelier locais mais cuidados, inspiradores e serenos, já sabíamos que iríamos ter muuuuito trabalho! Conviver diariamente com os verbos "arrumar", "organizar", "arranjar", "criar", "restaurar",...