Obra

Não é preciso ser-se "totó" para desconhecer a diferença, na prática, entre uma aparafusadora e um berbequim! Basta que nunca se tenha precisado destas ferramentas; basta que se tenha adquirido recentemente a primeira casa; basta que, finalmente, nos tenhamos decidido a poupar algum dinheiro não chamando um "mestre de obras" para nos colocar um quadro; ou basta até que a pessoa que habitualmente fazia isso em casa, já não o faz mais...

Foi dito que todos os dias partilharíamos novidades do novo projeto - o beliche da Mia e do Lucas - mas, na realidade, foi impossível cumprir a promessa. Houve dias em que, apesar do trabalho, a evolução não era visível...

Ora aqui fica partilhada mais uma coisa que aprendemos: Enquanto estivermos a usar uma determinada tinta ou verniz, entre demãos, para não estarmos sempre a lavar o rolo, podemos guardá-lo dentro da lata. Só temos que a fechar bem e, quando quisermos voltar a usar, "pescá-lo" com o braço do rolo. Esta dica torna-se ainda mais preciosa, se estivermos a usar tinta de esmalte ou verniz solvente, em que temos que usar diluente!...

Um destes dias, embora não tenha partilhado aqui, resolvi atirar-me ao closet (existe em português uma palavra para isto, que não roupeiro?). Desta tarefa saiu roupa para lavar, roupa para dar e roupa/acessórios para deitar fora. Cheguei à conclusão que partilhar o espaço da roupa de vestir com a roupa de cama e wc não me agrada. Conclusão: EME, PRECISAMOS DE UM ARMÁRIO PARA A ROUPA DE CASAaaa!!! Procurámos o armário ideal, procurámos e procurámos...

Apesar da eletrotecnia nunca ter sido o meu forte, e de ter terminado dois anos desta disciplina com um belo 2 na pauta :-x, cá estou eu, cheia de motivação, pronta para substituir o "candeeiro" do wc - um velho casquilho com uma lâmpada atarraxada. Dez anos tem esta beldade! Professor Fardilha, se me está a ver hoje, ponha os olhos neste post e repense o dois que me deu! Esta tarefa é mesmo simples, simples!...