Dica

Sabem que mais? Se há coisa que chateia é ter que lavar trinchas, pincéis e tabuleiros de pintura entre demãos! Mas, se os fecharmos dentro de um saco de plástico ou embrulharmos em película aderente (ou na luva descartável, que utilizámos para a pintura :-D ), não precisaremos de os lavar porque não secarão. Aguentam horas! Adoro! Carl♥ta  ...

Em resposta ao nosso primeiro desafio deste ano, todos os dias da semana passada destralhámos qualquer coisa. Assim sendo, já foram à sua vida (ou estão prontinhos para ir), os seguintes objetos: Domingo - Mala de viagem -> venda Segunda-feira - Pantufas -> doação Terça-feira - Máquina de fatiar -> venda/doação Quarta-feira - Sapatilhas de ballet ->devolução Quinta-feira - Embalagens com amostras e cremes, praticamente vazias ou fora de validade -> lixo Sexta-feira - Perfumes -> lixo Sábado - Roupa da Ca -> doação Até agora não foi difícil. Nem sequer foi preciso andar em grandes arrumações para tomar as decisões. Claro que separar a roupa que os nossos filhos já não vestem é mais demorado e implica trabalho de casa, mas colocar no saco ou caixote um eletrodoméstico que não utilizamos, não custa nada...

A  dica de hoje é para as senhoras que nos seguem. Querem colocar umas cortinas novas na sala, um espelho lindo no quarto ou substituir o candeeiro old fashion do escritório, mas já não sabem como pedi-lo ao marido? Precisam de um furo numa parede, mas já contam que vão ouvir reclamações, protestos, "mas para que é que vais pôr isso aí?" ou "agora não posso, faço isso quando puder"...

As plantas traduzem "vida" e trazem ar puro, energia e alegria ao lar. Por isso, nas últimas 52 semanas, temos olhado para elas com especial atenção. Comprámos um ou outro vaso novo, suspendemos outros, construímos também, em madeira, recuperámos alguns cachepots mais velhos, que estavam prontos a ir para o lixo e divertimo-nos com alguns DIY simples… Neste percurso, nem tudo foram rosas...

Como estamos a voar a alta velocidade para o Natal (e nesta casa ainda não se tratou de uma única prenda para oferecer!), vamos partilhar as nossas sugestões. Selecionamos alguns objetos que já temos e adoramos, outros que vamos ter que ter (garantidamente!) e, ainda, outros que teríamos se pudéssemos. As escolhas são de todos nós – perceberão logo quem escolheu o quê :-D – e não fomos patrocinados por qualquer marca ou loja. Os links que cedemos são meramente indicativos. Aconselhamos a que procurem melhor algum produto da vossa preferência pois poderão encontrar mais barato. ;-) Aqui ficam:     Agenda semanal Mitos Silver Agenda diária Mitos Neon Agenda Mr. Wonderful 2017 (Na imagem está a de 2016-2017, mas fará mais sentido a de 2017, aqui no link) Kit de papeis estampados Pistola de cola quente UHU Creative Mod Podge (verniz cola) Rotuladora eletrónica de mão Fita branco sob lima ou rosa para rotuladora Máquina de etiquetar tradicional (em relevo) Amaciador de roupa Zara Home Detergente de roupa Zara Home Aerossol de pré-lavagem Amway Branqueador para todos os tecidos Amway Creme de mãos, gel de banho, sabonete Frou Frou da Accentra Creme de mãos Rituals Bálsamo de mãos Rituals     Casa de pássaros decorativa I Do 3D Relógio com alarme Click Clock Perfurador e colocador de ilhoses Lixadora sem fios (não inclui bateria) Caixa de ferramentas     Máquina de escrever Retro WeR Memory Keepers Aparafusadora sem fio, com duas baterias recarregáveis GoPro Hero 5 Black Apple TV Serra de Mesa DeWalt DWE7491   E aqui ficam muitas horas de trabalho...

Já vos aconteceu tirar a roupa da máquina e não sentirem cheirinho a lavado? Estar a estendê-la e sentirem até um certo cheiro a mofo? E depois, quando vão apanhá-la, o cheiro é mesmo notório? Ainda tentam passar a ferro mas a tendência é ficar cada vez mais intenso? Detesto quando isto acontece!!! Vai ter que voltar à máquina de lavar… e a roupa suja a acumular! Não gosto— não gosto mesmo! — de ter que fazer nova máquina de roupa com esta aparentemente limpa! Bolas :-x E o que é que isto quer dizer? Esta resposta já nós sabemos… a máquina está a precisar de limpeza. Sim, há quem diga que devíamos fazer limpeza à máquina uma vez por mês (a Deco fala em 6 meses)… mas colocá-la a trabalhar sem roupa e a 90º, mesmo no horário de vazio, mais barato, faz impressão e, por isso, cá em casa tendemos a adiar esta tarefa o mais possível, até a máquina "reclamar atenção". Se costuma aumentar a dose de detergente em relação ao indicado, se usa produtos de fragrâncias fortes, se costuma programar a máquina com temperaturas baixas e programas curtos, se não deixa a porta da máquina aberta e não limpa e seca a borracha no final de cada lavagem, então, é mesmo natural que situações como esta aconteçam com mais frequência. Uma coisa que também devíamos fazer (e isto eu não faço) é retirar logo a roupa da máquina assim que termine a lavagem ou, pelo menos, deixar a porta aberta… Não o faço porque costumo deixá-la a trabalhar quando me vou deitar e já não dou pelo terminar da tarefa… mas isso ajudaria muito a reduzir a humidade que se concentra dentro da máquina e, por conseguinte, os maus odores. Cá em casa usamos sempre pastilhas anti-calcário, doses adequadas de detergente e amaciador, deixamos a porta do tambor entreaberta depois das lavagens e abrimos a janela da lavandaria, para arejar. Mesmo assim, o que é certo é que chegou a hora de fazer a tal limpeza. E como é que isso se faz? Ou, melhor, como é que nós fazemos cá em casa, com ótimos resultados? ...

Criar é tão importante para ela como respirar. Esta artista de grande sensibilidade e talento habita um mundo muito seu, onde se refugia constantemente, de onde só sai quando lhe é pedido e onde é permitida a entrada de um ou outro convidado selecionados. O seu universo é povoado de pequeníssimas reproduções da realidade e do quotidiano - utensílios domésticos,  comida e produtos de consumo diário -, por isso, esta obra que hoje partilhamos é especialmente invulgar e pouco característica do seu trabalho, mas uma das nossas favoritas. Aqui, aventurou-se no uso de materiais naturais para recriar aquela que será para si uma "grande figura" de 20x20cm, a que chamou "O pássaro". Esta ave está cá em casa, já tem o seu local próprio e resta-nos agora dar-lhe a devida proteção para que não se estrague devido à fragilidade das folhas, elementos naturais que compõem as asas.         Podíamos enganar alguém, dizendo que adquirimos esta obra junto de uma artista de referência, mas não foi. Esta figura de barro, folhas secas e penas de pássaro foi criada pela nossa Ca e, acreditem, há muitos artistas como ela, da sua idade, com a sua alma criativa e generosa, por aí. Este ano, durante o verão, a Ca participou numas atividades de férias. Para casa trouxe um sem número de peças e trabalhos feitos durante a atividade. À primeira vista tratava-se de mais umas pinturas, desenhos e outras "criações", como tantos e tantas que já temos e como outros tantos e tantas que fomos obrigados a descartar ao longo dos anos. Durante dias, estas peças ficaram a um canto da sala, à espera de uma solução de arrumação...