Dica

Por aqui usamos cola branca em doses industriais. Usamos em madeira (imprescindível!), em papel e até mesmo em tecidos. Toda a família a pode usar, pois é a mais segura e inofensiva das colas, excelente para materiais porosos, solúvel em água (o que pode ser vantagem ou desvantagem), fica transparente depois de seca e tem um custo baixo. Não, não estamos a ser patrocinados por nenhuma marca de cola branca. Nem sequer pelo produto de que vos vou falar a seguir. Se usam muito cola branca (ou cola de madeira), como nós, de certeza que já se depararam com a tampa coberta de cola seca, impossível de abrir, e o bico entupido,...

Na continuação do update aos artigos que me parecem mais significativos desde que começámos este blog, mantenho a temática da Organização, pois – não sei quanto a vocês – eu gosto de começar o ano com a casa organizada (além disso, a temporada de festas por que passámos assim obriga). Toalhas, panos de cozinha, individuais, todos levaram tal "esfrega" durante as festas que, agora, têm que retomar o seu lugar nas gavetas...

O Natal está mesmo aí, mas ainda temos o fim-de-semana para fazer o que nos falta e dar mais um ar da nossa graça à casa (há coisas que eu gosto de deixar mesmo para o fim). Do pinheirinho à mesa de natal existem imensos locais que podemos tornar mais alegres e de acordo com o espírito. Pediram-nos ideias. Assim sendo, deixo-vos algumas de última hora para uma casa preparada para receber todos aqueles que amamos da melhor forma. Decoração da árvore de Natal Não acredito que ainda haja alguém que não tenha decorado a sua Árvore, mas aqui ficam umas dicas: para conseguir um efeito "revista" coloque as luzes de baixo para cima, seguindo-se os laços ou fitas, que devem ser colocados de cima para baixo; depois, escolha algumas bolas de tamanho maior e, pelo meio, coloque as bolas mais pequenas ou outros pequenos enfeites. Desta forma, consegue criar um efeito visual mais interessante e vários pontos onde o olhar se pode focar, dando uma sensação de elegância à árvore de Natal. Um pinheirinho alternativo Para todos aqueles que querem fugir ao tradicional pinheiro de Natal, existem inúmeras opções criativas, desde usar paletes a ripas de madeira para criar a estrutura da árvore, ou com enfeites naturais, como ramos e até mesmo frutos secos. Dessa forma, estaremos também a ajudar o meio ambiente, uma vez que estamos a reciclar e a reutilizar materiais. Para seguir ainda mais uma vertente ecológica, pode também optar por usar embrulhos feitos em papel vegetal ou reciclado, atando-os com corda de sisal para um efeito mais natural (diminuindo, ao mesmo tempo, a pegada ambiental que é deixada durante esta época do ano). Este papel serviu de base para uma pintura. No final, em vez de o deitar fora, aproveitei e continuei os riscos na vertical e na horizontal (para fazer um xadrez) e fiquei com um papel de embrulho bem bonito. Decoração da mesa de Natal Existem várias opções de decoração, desde usar algumas bolas que sobraram do pinheiro (ou outras adquiridas para o efeito) até utilizar alguns embrulhos feitos especialmente para decorar. Pode também reutilizar alguns frascos ou garrafas em vidro...

Aqui estão as melhores dicas que tenho para vos dar para colocar papel de parede! Quando a Leroy Merlin, em conjunto com a Henkel (Metylan), nos desafiaram a fazer uma colocação de papel de parede, confesso que não vibrei com a ideia. É certo que existem papeis de parede LIIIINDOS no mercado e que o papel certo na divisão certa faz um vistão, mas nós já tínhamos tido uma experiência de colocação de papel de parede e não correu nada bem...

Forrar uma parede com cortiça parece mais simples do que, na realidade, é e não é tão complicado quanto parece. :-D Será que me faço entender? Passo a explicar: este projeto pode parecer (e até é) simples, mas há que ter alguns cuidados senão torna-se uma dor de cabeça! Por outras palavras: não é nada complicado se fizermos da maneira certa. Mais claro, agora? Paredes forradas a cortiça estão na moda e nós aprovamos! A cortiça é um material natural, reutilizável e reciclável. É fruto da casca do sobreiro, a qual se renova a cada nove anos sem causar qualquer tipo de dano à árvore. É leve, impermeável a líquidos e gases, elástica, de combustão lenta e um excelente isolante térmico e acústico. Para além disso, é um material bonito, com um bom toque e "quentinho". Só por curiosidade, Portugal possui a maior área do mundo de Montado de sobro e este é património nacional, estando legalmente protegido desde a Idade Média; A acrescer a este facto, a cortiça é um forte factor de desenvolvimento social e económico para os países do Mediterrâneo Ocidental, oferecendo emprego a milhares de pessoas. Posto isto, e já que está na moda, vamos partilhar como fazemos a sua aplicação em parede, pois é coisa que já aprendemos a fazer, após cometermos alguns erros.   Como forrar uma parede com cortiça? Materiais necessários: - rolo ou placas de cortiça - espátula - cola de contacto (em lata) O ideal é trabalhar com várias peças - por tiras, ou com placas pequenas,...

Quem já sentia falta de uma boa dica de organização? Eu. :-D Nos últimos dias tenho estado a preparar o workshop "Organizar a Casa para Organizar a Vida", que vai acontecer em Lisboa, na Red Apple, no próximo dia 4 de março, e, com medo de esquecer de algo que pode ser importante – algo que já assimilei na minha vida e que já faz parte das nossas rotinas – fui buscar o meu caderno de apontamentos do curso que fiz com a Priscila Sabóia (sim, que aqui a vossa amiga tem diploma de Personal Organizer!). E ainda bem que o fiz pois, na realidade, há pequenos hábitos de organização que adquirimos nesta casa, que vejo agora como foram importantes...

Uma das primeiras decisões que tomámos quando viemos para esta casa foi que fecharíamos a lareira com um recuperador de calor de inserir. Uma boa decisão. Até hoje não nos arrependemos de o ter feito. Por isso, olhando para a nossa lareira super acolhedora e quentinha, tomei uma decisão que comuniquei ao nosso homem: "Vou escrever um artigo acerca de recuperadores de calor." "E o que sabes tu desse assunto?" – perguntou ele. "Hhhhhmmm...